FILHO 04
Jair Renan é indiciado por suspeita de lavagem de dinheiro
Por OESTE • 16/02/2024
Compartilhe
Renan Bolsonaro
O instrutor de tiros e ex-assessor de Jair Renan Bolsonaro, Maciel Alves de Carvalho, também foi indiciado.

BRASÍLIA, 16 de fevereiro de 2024 – A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) indiciou Jair Renan Bolsonaro, conhecido como “04”, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro. O instrutor de tiros e ex-assessor de Renan, Maciel Alves de Carvalho, também foi indiciado.

A suspeita é que Jair Renan e Carvalho falsificaram dados de faturamento da empresa RB Eventos e Mídia para obter empréstimos bancários.

Segundo a PF, inicialmente, a empresa obteve um empréstimo de R$ 157 mil com os documentos supostamente falsos. Posteriormente, em 2023, conseguiu novos empréstimos de R$ 251 mil e R$ 291 mil. Em dezembro de 2023, o banco Santander ingressou na Justiça para cobrar R$ 360 mil em valores não quitados.

O indiciamento feito pela PCDF faz parte da mesma investigação em que Jair Renan foi alvo de mandados de busca e apreensão em agosto do ano passado. O relatório da investigação foi enviado ao Ministério Público, que decidirá se oferece ou não denúncia à Justiça.

Operação contra Jair Renan Bolsonaro

Em agosto do ano passado, Jair Renan e Maciel Alves Carvalho foram alvos da Operação Nexum, que mirava um grupo suspeito de estelionato, falsificação de documentos, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão contra os envolvidos.

Compartilhe
17/02/2024
PROJETO DE LEI
Deputada tenta acelerar PL que pune preconceito aos políticos
17/02/2024
MARANHÃO
Desemprego no MA atinge menor nível desde governo Roseana
17/02/2024
BENEFÍCIO
Foragido do CV recebeu auxílio emergencial mesmo quando preso

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda